O trekking é uma atividade que exige alto impacto, tanto do esportista quanto do calçado em que ele possui. Os terrenos em que ele transita podem muitas das vezes ser de alto grau de elevação e sem contar que alguns fatores podem influenciar, como chuva, areia entre outros. Hoje no mercado, existem diversos modelos e marcas do calçado específico desta modalidade. Hoje em nosso blog, temos algumas dicas para você se atentar aos requisito básicos na hora da escolha.

Veja abaixo as características principais para ficar de olho em uma bota.

Solados

Esta é uma das partes mais importantes que você deve considerar, segundo o site maladeaventuras.com, atualmente o melhor no mercado são da marca Vibram. Possui uma excelente aderência em superfícies molhadas e secas, flexibilidade e longevidade. Outra marca bastante conhecida e de boa qualidade também é da marca Timberland, que utiliza uma tecnologia similar, a B.S.F.P. (breque, suporte, flexibilidade e propulsão).

Proteção de tornozelo

Existe uma grande diferença em relação a proteção do tornozelo, se optar por botas com o cano mais alto, que além de proporcionar melhor proteção ao tornozelo, ajuda a evitar lesões em terrenos mais acidentados. Já as botas de cano mais baixo, apesar de não terem essa proteção de tornozelo, é que elas tendem a te dar mais liberdade de movimento e a serem mais leves e flexíveis.

Parte superior (cabedal)

Em relação escolher o tipo de tecido da sua bota, procure escolher segundo os especialistas as impermeáveis com respiração. Elas se adaptam aos climas mais quentes e também frios. Dessa forma atuando na transpiração de forma adequada.

Marcas nacionais e importadas

As marcas mais conhecidas e completas no mercado são a Timberland, The North Face, Jean, MacBoot, Salomon, Caterpillar, Vento, Snake, EcoSafety, Columbia.

O ideal é experimentar o calçado antes de comprar, andar por terrenos mais altos e que apresentem depressões. Lembrando que este modelo é bem mais pesado do que um tênis comum.

Fonte: maladeaventuras.com

Compartilhar:
Mais nesta categoria: 5 alimentos para consumir depois do treino » Dicas do que não fazer na natação do Triathlon » Dicas de como evitar e cuidar dos pés doloridos e bolhas na caminhada » Mochila Cargueira: melhor forma de carregá-las » Oito dicas para pedalar nas trilhas » Saiba escolher a roupa certa para sua aventura » Hipotermia: saiba como evitar e os cuidados » Conheça os benefícios do triathlon » Saiba como iniciar a atividade física de maneira correta » Preparo Físico é essencial para o Montanhismo » Você sabe por que a natação vem primeiro no triatlhon? » Os Benefícios da cafeína para os Triatletas » Dicas de cronograma para os treinos de Triatlhon » Dicas de como escolher o Wet-Suit para as provas de Triatlhon » Você sabe qual é a Bicicleta ideal para o seu treino ou prova de Triatlhon? Confira essas dicas! » 5 Técnicas para quem quer iniciar a escalada » Pesquisa afirma que exercício constante desacelera o envelhecimento » A Vida Secreta de Walter Mitty, um filme de tirar o fôlego » 5 dicas para você respirar melhor durante a corrida » 5 dicas matadoras para nadar no mar » 7 dicas para correr no frio » 7 coisas para pensar durante o treino de natação » O que comer antes dos treinos realizados pela manhã? » Cachorro de rua segue corredor em maratona de 90km e no final recebe surpresa emocionante » Os Benefícios do Treinamento Funcional » 9 PASSOS PARA ENTRAR PARA O TRIATHLON » Triathlon de luto: Corpo do triatleta e encontrado a 150m da largada » “Dopping” Eletrônico » E treinar em jejum, pode? » O que consumir durante uma corrida? » Corrida em Trilhas e corrida rústica » Emagrecer x Perder Peso » Depressão x atividade física » Como se alimentar durante treinos e provas » Entendendo os tipos de provas = XCO – XCP – XCM – XCE – XCC – XCT – XCS » Você pratica esporte? » Atenção ao treinar no frio » Pilates para crianças »
Postagem anterior Oito dicas para pedalar nas trilhas
Próximo Post Mochila Cargueira: melhor forma de carregá-las

Adicionar Comentário

Logo Header Menu